Sociedade

GNR registou 80 casos de violência doméstica nos primeiros três meses do ano

Escrito por Jornal O Interior

Apesar da avalanche de situações noticiadas nos últimos meses, o número de casos de violência doméstica registado desde o início do ano até 31 de março pelo Comando Territorial da GNR da Guarda é exatamente o mesmo que no período homólogo do ano passado: 80.
Destes casos, 20 resultaram em detenções de indivíduos aos quais foram aplicadas medidas de coação como prisão preventiva (3), prisão domiciliária (1), colocação de pulseira eletrónica (9) e termo de identidade e residência (7). Para o capitão João Reis, estes dados confirmam que «não houve de facto nenhum aumento do número de casos registados, o que existe é um aumento da proatividade da GNR relativamente aos mesmos». Também as últimas ocorrências do mês passado, que envolveram indivíduos mais jovens, «não refletem necessariamente a conjuntura», de acordo com aquele oficial do Comando Territorial, pois, «infelizmente, estas situações são transversais a todas as faixas etárias». De resto, o capitão João Reis lembra que «sem a GNR ter conhecimento nada pode ser feito. Por isso, nas nossas ações de sensibilização apelamos sempre às pessoas que têm relações afetivas com as vítimas para que denunciem. Só assim podemos sinalizar e intervir nestes casos».

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta