Sociedade

Sobram 59 vagas na UBI e 263 no IPG

Escrito por Jornal O Interior

Terceira e última fase de acesso ao ensino superior decorre entre esta quinta-feira e a próxima segunda, sendo os resultados conhecidos no dia 11

A Universidade da Beira Interior e o Instituto Politécnico da Guarda voltaram a ter resultados díspares na segunda fase de acesso ao ensino superior, que terminou na semana passada. A UBI conseguiu mais 316 colocados, enquanto o IPG ficou-se pelos 209 novos alunos.
A instituição sediada na Covilhã tinha 364 vagas iniciais e preencheu 25 dos seus 31 cursos, sobrando apenas 59 para a terceira e última fase de acesso. Estes lugares estão em Arquitetura (1), Bioengenharia (15), Engenharia Civil (20), Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (10), Matemática e Aplicações (5) e Química Industrial (8). Nesta fase, Medicina manteve a média de entrada mais alta da UBI, pois o último colocado teve como nota de candidatura 18,45 valores. Seguem-se Engenharia Aeronáutica (16,45) e Ciência Política e Relações Internacionais (15,11). No IPG sobraram 263 vagas das 472 atribuídas, não havendo já lugares em Desporto, Comunicação e Relações Públicas, Marketing e Enfermagem. Também as licenciaturas de Gestão e Gestão de Recursos Humanos, que voltaram a ter vagas devido à desistência de candidatos colocados na primeira fase, também ficaram completos. Engenharia Civil e Engenharia Topográfica voltaram a ficar desertos.
Para a terceira fase há vagas em Comunicação Multimédia (25), Animação Sociocultural (7) e Educação Básica (22), todos na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto. Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão sobraram lugares em Contabilidade (15), Design de Equipamento (14), Engenharia Civil (24), Engenharia Informática (42), Engenharia Topográfica (20) e Energia e Ambiente (18). Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria nenhum curso ficou lotado, transitando vagas para a última fase de acesso em Gestão Hoteleira (28), Turismo e Lazer (13) e Restauração e Catering (21). Por último, restam 24 lugares em Farmácia, da Escola Superior de Saúde.
Em comunicado, o IPG destaca que recebeu 573 novos alunos nestas duas fases de acesso (364 na primeira e 209 na segunda), preenchendo 78 por cento das vagas iniciais (734). Comparativamente ao ano transato, quando o Politécnico acolheu 518 estudantes, o Instituto guardense consegue em 2019 mais 55 novos alunos. «Estes resultados são positivos e traduzem o trabalho que o IPG tem vindo a desenvolver, incrementando a interação com a comunidade, assegurando a qualidade do ensino ministrado e os índices de empregabilidade», justifica o presidente do IPG. Apesar de reconhecer «algumas dificuldades» na atratividade da região, Joaquim Brigas mostra-se «otimista» relativamente à futura evolução do IPG que «irá passar pela diversidade da oferta formativa qualificada e por novas propostas de formação pós-graduada, com forte ligação ao tecido empresarial, social e cultural». As candidaturas à terceira fase do Concurso Nacional podem ser feitas entre esta quinta-feira e a próxima segunda. Os resultados serão divulgados no dia 11.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta