Sociedade

Colaboratório com sede na UBI integra redes internacionais

O C4G – Colaboratório para as Geociências tornou-se membro associado da UNAVCO, um consórcio internacional de instituições de ensino que promove e apoia estudos no âmbito da geociência. A entrada da estrutura sediada na Universidade da Beira Interior (UBI) nesta organização foi oficializada em dezembro, durante o AGU Fall Meeting, que decorreu em Washington.

«Tornar-se membro da UNAVCO é importante para o C4G e para todas as instituições que formam este consórcio», afirma Rui Fernandes, representante do Colaboratório liderado pela UBI e que engloba laboratórios, universidades e instituições privadas. O C4G promove o trabalho em rede e a partilha de equipamento, dados e ferramentas no campo das ciências da Terra Sólida.

«Como membro de um reputado consórcio sem fins lucrativos que facilita a investigação e ensino, o C4G melhora a sua avaliação em termos de investigação global», explica o docente do Departamento de Informática da UBI, que reconhece o apoio da instituição na concretização do processo.

No plano internacional, o C4G é o representante português no European Plate Observing System (EPOS), que em novembro recebeu o estatuto jurídico de European Research Infrastructure Consortium (ERIC). Na altura, Rui Fernandes considerou que o C4G passou a ter acesso a um «patamar extraordinário de oportunidades em pesquisas relacionadas com as Ciências da Terra Sólida».

Com sede na Itália, o EPOS foi estabelecido por nove países: Bélgica, Dinamarca, França, Itália, Holanda, Noruega, Portugal, Eslovénia e Reino Unido. A Grécia, a Islândia e a Suíça participarão inicialmente como observadores.

Sobre o autor

Ana Eugénia Inácio

Deixar uma resposta