Sociedade

Passadiços do Mondego com luz verde do Tribunal de Contas

Escrito por Luís Martins

O Tribunal de Contas já deu visto favorável à construção dos Passadiços do Mondego. Era o procedimento que faltava para Câmara da Guarda iniciar as obras no vale do Mondego.

Segundo Carlos Chaves Monteiro, presidente da autarquia, o município irá «iniciar os trabalhos brevemente, no mais curto espaço de tempo, porque os contratos com a empresa estão assinados».

O projeto representa um investimento superior a três milhões de euros, admitindo Carlos Chaves Monteiro que o mesmo esteja concretizado “no prazo de um ano e meio ou, no máximo, de dois anos”.

Os Passadiços do Mondego desenvolvem-se nas margens daquele rio ao longo de um percurso com cerca de 11,5 quilómetros, entre a aldeia de Videmonte e a barragem do Caldeirão, passando pelas localidades de Trinta e Vila Soeiro.

O percurso integrará travessias de pontes, zonas de ‘slide’ e zonas culturais e aproveitará grande parte dos caminhos já existentes.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta