Sociedade

Covilhã: Obras na Escola Frei Heitor Pinto arrancam este mês

Escrito por Jornal O Interior

Após anos de avanços e recuos, a autarquia da Covilhã anunciou finalmente o ato de consignação da obra

«Realizou-se no passado dia 9 de janeiro a reunião preparatória do ato de consignação da obra de requalificação da Escola Secundária Frei Heitor Pinto», informou esta terça-feira a Câmara da Covilhã.
Em comunicado enviado às redações, a autarquia adianta que «com um investimento total de 3,3 milhões euros e um prazo de execução de 450 dias, os trabalhos terão início no final do mês de janeiro, logo após o ato de consignação da obra». A notícia surge após vários avanços e recuos, que impediram a concretização desta empreitada de requalificação. Recorde-se que o início da intervenção foi anunciado para setembro de 2017. As obras tinham assegurado cofinanciamento no âmbito do pacto da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, tendo o contrato de execução sido assinado pela Secretária de Estado da Educação em outubro de 2016. Contudo, em junho de 2018, a polémica instalou-se com a decisão da autarquia de não adjudicar a empreitada.

«Perante a imprevisibilidade de trabalhos a executar no âmbito da empreitada, e uma vez que se trata de uma escola com muitos anos e sem projeto original, a CCDRC veio a considerar não elegível a verba consignada e inviabilizou a candidatura caso não fosse reformulada», anunciou então Vítor Pereira, que, após a perda deste financiamento, prometeu reformular a candidatura. Em novembro de 2018 foi aberto novo concurso e com um valor base de mais 2,8 milhões de euros, acrescidos de IVA. Com o anúncio agora feito pela autarquia, Vítor Pereira sublinha que «após todas as dificuldades ao longo deste processo, às quais a autarquia foi alheia, acredito que agora tudo vai correr pelo melhor nesta tão importante obra».

Sofia Craveiro

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta