Sociedade

Chaves Monteiro pede ao Governo que cumpra promessas para a Guarda «no mais breve espaço de tempo»

Escrito por Luís Martins

O presidente da Câmara da Guarda espera que «as promessas» dos membros do anterior Governo de instalação na cidade do Centro Nacional de Educação Rodoviária, da nova delegação regional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, do Comando da Unidade de Emergência, Proteção e Socorro da GNR, do Centro Nacional do Turismo e da retoma da segunda fase de requalificação do Hospital Sousa Martins se cumpram «no mais breve espaço de tempo».

A chamada de atenção foi feita na sessão solene dos 820 anos da cidade, num discurso em que Carlos Chaves Monteiro também reclamou o estatuto de Centro Hospitalar Universitário para a ULS e pediu o empenho da ministra da Coesão Territorial para que o projeto dos Passadiços do Mondego, cuja primeira pedra foi lançada logo a seguir, obtenha financiamento comunitário. 

Por sua vez, Ana Abrunhosa protagonizou uma intervenção emotiva ao recordar que veio da Mêda para a Guarda «sozinha, aos 15 anos, para estudar». «Estudei no liceu, foi a melhor escola que me preparou para a vida», disse a governante, que prometeu «nunca esquecer de onde venho, de trabalhar com realismo e empenho».

A ministra da Coesão Territorial afirmou ainda que precisa «da ajuda de todos para contrariar a tendência de litoralização do país, que nem sequer é inteligente, mas está nas cabeças dos governantes». Saiba mais na edição desta semana de O INTERIOR, quinta-feira nas bancas.

 

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta