Sociedade

Câmara da Guarda disponível para valorizar cestaria de Gonçalo

Escrito por Luís Martins

A Câmara da Guarda está disponível para participar no processo de criação de um Centro para a Promoção e Valorização da Cestaria de Gonçalo.

A garantia foi deixada pelo presidente do município esta segunda-feira na reunião quinzenal do executivo, que decorreu naquela vila do concelho da Guarda.

«Se o Governo estiver disposto a articular uma solução, a Câmara será também parte dela e naquilo que for a necessidade de intervir com recursos financeiros e com meios humanos. Estaremos com certeza na primeira linha», afirmou Carlos Chaves Monteiro.

O assunto foi apresentado no período de antes da ordem do dia pelo atual presidente da Assembleia de Freguesia e antigo presidente de Junta. Pedro Pires recomendou ao executivo municipal que tenha «um especial cuidado com o tratamento que tem de ser dado ao Centro para a Promoção e Valorização da Cestaria de Gonçalo».

O responsável disse que «urge por em marcha» o processo para que se possa «salvaguardar a arte tradicional da cestaria de Gonçalo» e sugeriu que o município possa candidatar a cestaria a património imaterial da Humanidade, no âmbito da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.

No ano passado, a Assembleia da República recomendou ao Governo que avalie, em colaboração com as autarquias locais, a possibilidade de criação daquele Centro para a Promoção e Valorização da Cestaria de Gonçalo.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta