Comprar nos saldos

Escrito por Joana Dente

Entusiasmada com os descontos da “black Friday”, comprei online um airoso vestido que sabia, de antemão, que fazia o meu género. Quando me chegou às mãos, tomei consciência de que era praticamente igual a outro que já tinha. Mudava o padrão, mas as cores e o corte eram exatamente iguais. Apressei-me a devolvê-lo e prometi que não voltaria a comprar por impulso. Todavia, a realidade é que esta não foi a primeira vez que tal me aconteceu!
Na hora de fazer compras em período de saldos os erros são muitos. Hoje, vamos identificá-los e deixar algumas dicas, tirando partida, em grande escala, de um conhecimento de experiência feito…

• Procure fazer compras logo pela manhã, quando as lojas têm menos afluência, estão mais arrumadas e os funcionários se encontram mais disponíveis.
• Se pretende encontrar verdadeiras pechinchas, deixe as aquisições para o final do período de saldos. Se deseja comprar alguma peça que já traz “de baixo de olho”, não perca tempo e corra até à loja.
• Se não é adepto da confusão das lojas em saldos, não há qualquer problema, compre confortavelmente online! Hoje em dia, as políticas de troca e de devolução são abrangentes e não haverá, por certo, qualquer problema em o fazer.
• Nada de comprar “para vestir quando emagrecer” ou “para a eventualidade de ir a uma festa”. A roupa não deve ser comprada para o futuro, deve sim ser adquirida para o momento e para o corpo que temos na altura em que a precisamos e/ou vamos usar. Todavia, se sabe previamente que vai fazer uma viagem e precisa de um agasalho novo ou se vai de férias e precisa de um chapéu, esta é uma boa altura para pensar em adquiri-los; se tem um casamento marcado para breve este período é mais do que perfeito para comprar um belíssimo vestido ou um fato por um preço bem mais razoável.
• A questão de levar ou não companhia depende muito de pessoa para pessoa. Gosta de opinião alheia? Prefere tomar decisões sozinha/o? Decida, tem a faca e o queijo na mão!
• Opte por não levar os filhos consigo. Nestas ocasiões, as crianças são inevitavelmente inconvenientes. Procure ir sozinha/o e despachar-se mais rapidamente para depois, noutro contexto, lhes poder dar a atenção que elas merecem!
• A roupa escolhida para usar em dia de compras, assim como o calçado, não deve ser descurada. Usar saia propiciará que se vista e dispa um maior número de vezes no menor tempo possível; optar por um calçado que não necessite de ser apertado deve cativar igualmente a sua preferência.
• Em relação ao que comprar, e pese embora incrivelmente tudo se venda, aconselho apenas a apostar em peças básicas, clássicas e de qualidade superior. Ou seja, procure artigos de boa qualidade em lojas mais caras, mesmo que o preço acabe por igualar o das lojas ditas normais quando sem desconto. Lembre-se que são peças que constituem um investimento e que serão usadas vezes sem conta. Este é um excelente período para substituir a camisa amarelada que tem no guarda-roupa… Sugiro também que aposte nuns sapatos pretos em pele, num casaco de caxemira ou numas belíssimas calças de ganga.

Pense no que faz falta no guarda-roupa, coloque algum dinheiro de lado e aproveite para se mimar. Ainda assim, não caia em exageros, pois a nova coleção Primavera-Verão 2019 já espreita e depois também vai querer fazer “umas comprinhas”…

* @pitangaboss
Jurista / Fashion Stylist / Makeup Artist

Sobre o autor

Joana Dente

Deixar uma resposta