Região Sociedade

Guarda e Fundão rivais na corrida à captação de nova fábrica

Escrito por Jornal O Interior

Há um novo investimento que poderá estar a chegar à região. O INTERIOR sabe que há vários municípios na corrida e entre os interessados estão a Guarda e o Fundão.
Trata-se uma fábrica produtora de reatores que pretende escoar os seus produtos através do porto de Leixões e que, por isso, tem interesse em instalar-se junto à linha de caminhos-de-ferro. É aqui que o Fundão ganha vantagem. O INTERIOR sabe que os investidores procuram um terreno com cerca de 10 hectares e ligação direta aos caminhos-de-ferro, algo que não encontraram na cidade mais alta. Questionado sobre o assunto, Paulo Fernandes, autarca do Fundão, confirmou que atualmente «existem contactos muito avançados» para que este investimento apresentado pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) vá para a cidade. Mas, por agora, ainda nada é certo, sublinha o presidente do município, segundo o qual «não está tudo fechado». Contudo, Paulo Fernandes está otimista, dado que o Fundão reúne as condições apresentadas pelos investidores estrangeiros para localizar esta fábrica de reatores.
Quanto à Guarda, o vice-presidente da Câmara adiantou também ter existido «um primeiro contacto há uns meses atrás, cerca de um ano, mas até agora não nos foi dito mais nada». Carlos Chaves Monteiro explicou que estes contactos surgem através de AICEP «no sentido de saber qual a disponibilidade e o que temos para oferecer aos promotores, é aí que nos tentamos colocar no radar para mostrar o que temos para oferecer e apresentar a máxima informação que nos pedem». A implantação desta unidade indústria, que poderá criar mais de uma centena de postos de trabalho, está a ser acompanhada e apoiada pelo Ministério da Economia e, pese embora a sua localização ainda não esteja decidida, a balança parece pender para o lado do Fundão com cujo município têm sido mantidos contactos permanentes.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta