Política

Álvaro Amaro enigmático sobre futuro na festa do primeiro ano da reeleição na Câmara da Guarda

Escrito por José Daniel

«É preciso começar a trabalhar hoje para ganhar as eleições de 2021, seja com quem for o candidato», disse esta noite Álvaro Amaro, no jantar comemorativo da reeleição para a Câmara da Guarda.

Na sua intervenção, Álvaro Amaro foi enigmático e evasivo quanto baste sobre o seu futuro na cidade mais alta: «Não vou dizer que sou candidato em 2021, as coisas têm o seu tempo, mas também não há lugares cativos na política», afirmou a certa altura para logo de seguida lembrar que não é «o homem providencial, que faz milagres».

Depois dos discursos de Tiago Gonçalves, presidente da concelhia do PSD e diretor de campanha da candidatura “Guarda Confiante” liderada por Álvaro Amaro; de Carlos Peixoto, líder da Distrital; e de Cidália Valbom, presidente da Assembleia Municipal, o autarca deixou aos presentes – cerca de seis centenas – uma declaração solene. A de que «nunca deixarei de ter orgulho muito grande de ser presidente da Câmara da Guarda e terei sempre a Guarda no coração, esteja onde estiver». O tabu está lançado até à divulgação das listas do PSD para o Parlamento Europeu.

Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR

Sobre o autor

José Daniel

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda sem votos)
Loading...

Deixe comentário