Cultura

“Imaginários da Montanha” para ver e ouvir em Vila Soeiro

Escrito por Jornal O Interior

A aldeia de Vila Soeiro, no concelho da Guarda, é o palco até ao final do mês da iniciativa cultural “Imaginários da Montanha”, promovida pelo município da Guarda através do seu museu.
O programa inclui exposições, residências artísticas, instalações de rua, recitais de poesia, apresentações de livros e encontros culturais. A iniciativa pretende «contribuir para a promoção e valorização daquele agregado urbanístico histórico através de uma aliança entre a criação poético artística e a biodiversidade desta aldeia ribeirinha do rio Mondego», adianta a organização. O evento começou no passado dia 31 de julho com o concerto de encerramento de um “workshop” de música de câmara, orientado pelo Alé & Olé Duo, de Olena Sokolovska e Pedro Ospina, ambos professores do Conservatório de Música São José da Guarda. Intitulado “A Montanha Serenada”, o recital decorreu ao ar livre no largo da aldeia e incluiu obras de compositores como Bach, Vivaldi, Seixas da Costa e Ospina, entre outros. A concerto foi protagonizado por onze instrumentistas, caso de Olena Sokolovska, Gonçalo Adriano, Iara Sousa, Sebastião Miranda (violinos), Ana Margarida Lamelas e Eva Grancho (violas), Camila Santos (violoncelo), Roberto Antunes (contrabaixo) e Gonçalo Maia Caetano, Manuel Mesquita, José Pedro Mesquita e Tiago Cerqueira (guitarras. A direção de orquestra foi de Pedro Ospina.
Já o artista urbano Rojo pintou uma águia-cobreira na Rua das Amoreiras desta aldeia também conhecida por “cabo do mundo”. O “Imaginários da Montanha” prossegue esta terça-feira com uma exposição de cianotipias realizadas durante o curso de Verão promovido pelo Museu da Guarda. No dia seguinte há uma caminhada entre o museu e Vila Soeiro.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta