Sociedade

Portugal cumpre dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica

Escrito por Luís Martins

Cumpre-se esta quinta-feira um dia de luto nacional em memória das vítimas de violência doméstica em Portugal, que este ano já causou doze mortes.

A medida, determinada pelo Governo, antecede as celebrações do Dia Internacional da Mulher (8 de março), para o qual estão previstas manifestações e outras iniciativas em todo o país. Além das mulheres – que representam a grande maioria das vítimas, são inúmeras as situações de risco que envolvem filhos menores. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pediu a mobilização da sociedade, no combate a um fenómeno que salta a cada dia para as páginas dos jornais e no qual a intervenção das autoridades e instituições é muitas vezes tardia. «Portugal tem acordado com tristes notícias sobre o brutal aumento da violência doméstica, do qual já resultaram 12 mortes trágicas», escreveu o Presidente, a 22 de fevereiro, na página oficial da Presidência, por ocasião do Dia Europeu das Vítimas de Crime.

Hoje, reúne-se pela primeira vez, com a presença do primeiro-ministro, António Costa, a equipa técnica que vai apresentar, dentro de três meses, propostas concretas em matéria de violência doméstica. Para a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, este é também um combate que deve mobilizar toda a sociedade civil, contra a banalização e a indiferença, perante um problema que o Presidente da República classificou já como «um flagelo».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixe comentário