Política

Eduardo Brito renunciou ao mandato na Câmara da Guarda

Escrito por Luís Martins

Eduardo Brito renunciou esta sexta-feira ao cargo de vereador na Câmara da Guarda. O socialista justificou que sai para permitir que o PS «possa fazer as escolhas que se impõem» e reconquistar a autarquia em 2021.

«Para ajudar a concretizar esse importante objetivo político, renuncio hoje ao meu mandato (…) de modo a permitir ao PS, que sem qualquer espécie de limitações ou constrangimentos, possa fazer as escolhas que se impõem e definir as políticas para resolver os problemas da Guarda», disse o socialista, tendo acrescentado aos jornalistas, no final da reunião do executivo, que «a melhor forma de servir hoje a Guarda é provocar este choque para que se construa uma boa alternativa» à atual maioria social-democrata.

Na sessão, Carlos Chaves Monteiro, presidente da Câmara, afirmou que Eduardo Brito «serviu bem a Guarda, foi um bom e um grande exemplo daquilo que é o exercício da democracia». Manuel Simões será o novo vereador do PS no executivo guardense a partir de janeiro, juntando-se a Cristina Correia. Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta