Cultura

Ator Ricardo Pereira homenageado no Cinecôa

Escrito por Jornal O Interior

O Cinecôa – Festival Internacional de Cinema de Foz Côa, que começa esta quinta-feira, vai homenagear o ator Ricardo Pereira e contará com a presença da cazaque Samal Yeslyamova, Palma de Ouro de melhor atriz do Festival de Cannes de 2018 pelo seu desempenho no filme “Ayka”, de Sergey Dvortsevoy.
A programação do evento inclui uma mostra de longas e curtas-metragens de várias épocas, géneros e partes do mundo. Até domingo serão exibidos 15 filmes provenientes da Argentina, Sri Lanka, Suécia, México, Irão, Brasil e Portugal. Estão igualmente programados conteúdos juvenis, curtas-metragens de escolas de cinema e do “Novíssimo Cinema Português”, sempre no auditório municipal da cidade. A abertura oficial do Cinecôa terá lugar esta noite (21h30) numa cerimónia durante a qual será homenageado Ricardo Pereira pela sua carreira em séries de televisão e no cinema, tanto em Portugal como no Brasil. Segue-se um cine-concerto da The James Whale Orchestra.
Para sexta-feira está agendada a presença do realizador Tiago Guedes e de alguns dos atores do filme “A Herdade”, que será exibido nessa noite. Já a apresentação da curta-metragem “Ao Telefone com Deus”, de Vera Casaca, acontece no sábado (18 horas) e contará com a presença do ator Ivo Canelas. A tarde fica ainda marcada pela ante estreia nacional do filme “Uma Rapariga Fácil”, de Rebecca Zlotowski. À noite (21h30) será exibido o filme “Ayka”, numa sessão em que participará Samal Yeslyamova. O festival fozcoense é organizado pelo município desde 2011 e já homenageou ou contou com a presença de atores, realizadores e produtores como Manoel de Oliveira, Lisandro Alonso, Benoît Jacquot, Teresa Villaverde, António-Pedro Vasconcelos, João Botelho, Tino Navarro, Hugh Hudson e Paulo Branco.
«O Cinecôa é um certame que tenta colocar nos roteiros mundiais de turismo o território do Douro Superior, já que por aqui têm passado nomes grandes sétima arte», refere Gustavo Duarte, presidente do município de Vila Nova de Foz Côa. A entrada é gratuita.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta