Cultura

Albino Bárbara reconduzido no Centro Cultural da Guarda

Associação comemora 57 anos e reivindica mais apoios junto da Câmara da Guarda

A tomada de posse dos novos órgãos sociais do Centro Cultural da Guarda decorreu esta noite, dia 7, numa cerimónia que serviu também para celebrar os 57 anos da instituição. Num auditório repleto, Albino Bárbara foi de novo empossado como presidente da Direção e Paula Camilo renovou o seu mandato à frente do Conselho Fiscal. Já a presidência da Mesa da Assembleia Geral, que no último mandato era presidida por Álvaro Guerreiro, passou a ser liderada pelo médico José Valbom. Numa noite de discursos intensos e marcantes, desde logo o da despedida de Álvaro Guerreiro da presidência da Mesa, o reconduzido presidente da Direção do Centro Cultural da Guarda, Albino Bárbara, recordou que «esta é uma das instituições mais antigas e mais importantes da cidade» e que «é embaixadora da Guarda em Portugal» e no mundo, pelo que, «merece muito mais apoio do município». O presidente da associação, aproveitou a presença em “peso” do executivo municipal para reivindicar maior ajuda financeira às atividades da coletividade.  Por sua vez Carlos Chaves Monteiro, presidente da Câmara da Guarda, salientou que a autarquia terá sempre as portas abertas para «apoiar a cultura e o Centro Cultural» ressalvando que haverá mais apoios quanto «mais extraordinária» for a atividade desenvolvida «pelas coletividades». Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

 

Sobre o autor

Luís Baptista-Martins

Deixar uma resposta