Desporto

Ricardo Teodósio e ARC Sport seguram liderança do Nacional no Rali de Portugal

Escrito por Jornal O Interior

Armindo Araújo (Hyundai i20 R5) venceu no sábado, no Rali de Portugal, a prova pontuável para o campeonato nacional da modalidade e ascendeu à segunda posição da competição, atrás de Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5), na foto, assistido pela ARC Sport, de Aguiar da Beira, que foi terceiro classificado.
O campeão nacional de ralis em título foi o melhor piloto português, com o tempo de 2h05m46s, e terminou com uma vantagem de 1m49s sobre o segundo, Bruno Magalhães (Hyundai i20), que ultrapassou Ricardo Teodósio na terceira especial da manhã de sábado e fechou o pódio nacional a 1m55s de Araújo. O desempenho do piloto algarvio foi afetado no derradeiro troço pontuável para o campeonato, a especial de Amarante, pelo encravamento da caixa de velocidades do Skoda. Na quarta posição ficou outro carro assistido pela ARC Sport e pilotado por Pedro Almeida (Skoda Fabia R5), que na sua estreia absoluta numa prova do Mundial foi o terceiro melhor português nas contas finais do rali ao terminar na 20ª posição da geral. Já Ricardo Teodósio acabou por desistir devido a problemas mecânicos.
«Terminar o rali nos três primeiros lugares era o nosso objetivo, mas infelizmente fomos surpreendidos no último troço pelo seletor da caixa de velocidades e perdemos demasiado tempo. Apesar deste azar, se não tivéssemos sofrido uma penalização no dia anterior, o resultado seria sempre o segundo lugar na prova para o Nacional, que continuamos a liderar com uma vantagem confortável», afirmou Ricardo Teodósio no final. Já o jovem Pedro Almeida considerou ter sido «maravilhoso participar numa prova destas e alcançar resultados tão positivos. Não podia ter tido uma estreia melhor, ser o terceiro melhor português numa prova do Mundial de ralis é um sonho».

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta