Cara a Cara

«O Provedor do Estudante consegue com maior facilidade chegar a todos os órgãos da universidade»

Escrito por Jornal O Interior

P- Quais são os desafios para os próximos dois anos, enquanto provedor do estudante da Universidade da Beira Interior?
R- O Provedor do Estudante deve manter uma intervenção ativa, onde deverá desenvolver com elevado grau de sucesso na arbitragem e mediação dos conflitos, e no encontro de soluções transversais à Universidade. A atividade do Provedor do Estudante, para além da simplificação de processos e da redução da conflitualidade, acrescenta uma uniformidade nos procedimentos que, sem anular as particularidades de cada faculdade, faz emergir um tratamento comum de problemas semelhantes, contribuindo para a perceção de coesão da Universidade da Beira Interior.

P – O que o levou a aceitar o cargo?
R- Por achar que tenho o perfil, a capacidade e a competência para desempenhar o cargo com total imparcialidade decidi candidatar-me a Provedor do Estudante. Tenho uma experiência de quase 40 anos de ensino que me permite dizer, com alguma humildade. que estou à vontade para compreender e defender as causas dos estudantes. A minha conduta pautou-se sempre por desenvolver estratégias pedagógicas de interação com os estudantes na compreensão dos problemas que iam surgindo no processo do ensino e da aprendizagem. Até ao momento sei que consegui resolver os problemas que foram surgindo, através do diálogo e da empatia que é necessário implementar na construção do processo educativo. Ao longo destes anos fui construindo um currículo onde desempenhei várias funções como professor, autarca e projetos para a comunidade onde estavam envolvidos os estudantes.

P – Quais são as suas prioridades nestas novas funções?
R- A definição de uma atuação clara e transparente com a Associação de Estudantes; pautar por uma melhoria do processo ensino e aprendizagem; pautar por uma melhor integração dos estudantes na comunidade ubiana e da cidade; pautar por um sistema de valores, espírito de inclusão social, cultural e inovação de conhecimentos; pautar para que o estudante participe, coopere, tenha autonomia e seja ele o motor do desenvolvimento e da aprendizagem.

P- Quais as principais queixas dos estudantes?
R- As questões/ queixas são de vária ordem: pedagógicas, administrativas e académicas.

P- Qual o efeito prático das funções do provedor no dia-a-dia dos estudantes?
R – Ajudar a resolver as questões/ queixas. O Provedor do Estudante consegue com maior facilidade chegar a todos órgãos da universidade.

P- As praxes são um dos temas que continuam a geral alguma polémica, pondera tomar alguma posição relativamente a este assunto?
R- A Universidade da Beira Interior, a Associação de Estudantes e o meu antecessor fizeram um trabalho meritório nesta área. Se houver necessidade de contribuir com a minha opinião nos órgãos próprios assim farei.

 

Perfil de Júlio Martins:

Provedor do Estudante da Universidade da Beira Interior

Idade: 62 anos

Naturalidade: Fundão

Profissão: Docente universitário

Currículo: Professor de Educação Física nos ensinos básicos e decundário 1980-1992 e de 1998- 2008 em acumulação com o ensino superior; coordenador do Desporto Escolar 2002-2004; vice-presidente da Assembleia de Escola 2000-2004; coordenador da Comissão da Educação para a Saúde e Educação Sexual 2004-2006; membro da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Concelho do Fundão em representação da Assembleia Municipal 2008-20010; membro do Gabinete de Apoio ao Aluno no Ensino Secundário 2005-2007; coordenador Técnico-Pedagógico das Piscinas aquecidas do Fundão 2003- 2013; membro da Assembleia de Freguesia do Souto da Casa 1997-2009; deputado municipal na Assembleia Municipal do Fundão 2001-2009; professor no Politécnico de Castelo Branco 1998-2008; responsável pelo Desporto Universitário da UBI 1993-1996; vice-presidente do Conselho da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 2012-2016; diretor do curso de mestrado no Ensino da Educação Física nos Ensinos Básicos e Secundário 2014-2016; membro da comissão de curso do doutoramento em Ciências do Desporto 2013-2018; professor no Departamento de Ciências do Desporto da UBI 1993-1998/ 2008- 2018.

Livro preferido: “O livro da Consciência – A construção do Cérebro Consciente”, de António Damásio

Filme preferido: “O Clube dos Poetas Mortos”

Hobbies: Leitura e desporto (triatlo)

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixe comentário