Desporto

Sp. Covilhã não sai da zona de despromoção

Escrito por Jornal O Interior

Serranos pouco ambiciosos perderam frente ao Leixões com golo no final da partida e regressaram ao último lugar da IIª Liga

Moralizado pela vitória da primeira jornada do ano novo, frente ao Sp. Braga B por 1-0, o Sp. Covilhã estava proibido de perder em Matosinhos no domingo, mas acabou derrotado pelo Leixões nos minutos finais da partida da 15ª jornada da IIª Liga. Com este resultado, os serranos regressaram ao último lugar do campeonato, mas desta vez em igualdade pontual com o Arouca e o Sp. Braga B, todos com 13 pontos.
No jogo de estreia de Jorge Casquilha no comando técnico do Leixões, os anfitriões dominaram o encontro e desperdiçaram algumas oportunidades para marcar, sobretudo no segundo tempo. Foram Roniel (51’), Erivaldo (59’), Pedro Henrique (79’) e Ceitil (84’) que finalizaram os lances de maior perigo dos locais. Por sua vez, os visitantes surgiram pouco ambiciosos e muito recuados no terreno, tendo apenas efetuado um remate sem perigo à baliza leixonense. A equipa de Filó pareceu apostar tudo no empate e no ponto correspondente que a retiraria, provisoriamente, da zona de despromoção, mas a estratégia ruiu aos 90’ com o golo de Matheus Costa. O defesa central marcou de cabeça na sequência de um canto cobrado por Derick e garantiu três preciosos pontos para a sua equipa, que não vencia há quatro jogos.
Já o Covilhã continua na zona de despromoção e no domingo viaja até Mafra, para defrontar o quinto classificado na última jornada da primeira volta. Entretanto, o clube assegurou a contratação de mais dois reforços: o extremo brasileiro Diego Medeiros, de 25 anos, por empréstimo do Paços de Ferreira, e o avançado cabo-verdiano Kukula, de 30 anos, que rescindiu com o Leixões por mútuo acordo. Estes atletas vêm juntar-se a Tiago Moreira (ex-Leixões) para ajudar os serranos a alcançar a manutenção na IIª Liga. Para dia 30 está agendada a inauguração da nova iluminação do Estádio Santos Pinto com um jogo (18 horas) entre as seleções sub-20 de Portugal e Cabo Verde, que servirá de preparação para o Mundial 2019, que se disputa na Polónia, entre 23 de maio e 15 de junho.
«É uma grande obra, de acordo com as condições que a Liga exige, e é importantíssimo o Santos Pinto, com a remodelação que está a ser feita, ter uma iluminação com a mesma grandeza», adiantou José Mendes, presidente do Sp. Covilhã, que se escusou a referir o valor do investimento «É muito dinheiro. O clube fez e pagou, não deve nada a ninguém», disse apenas o dirigente.

Sobre o autor

Jornal O Interior

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda sem votos)
Loading...

Deixe comentário