Região

Vinhos da Beira Interior entre os mais requisitados no Nobre Vinhos e Tal

Escrito por Jornal O Interior

Localizado junto à Sé da Guarda, o “wine bar” Nobre Vinhos e Tal está de portas abertas há cerca de dois anos. O seu proprietário, Pedro Nobre, explica que foi o gosto pelo vinho que o motivou a entrar no negócio, que já era conhecido dos seus antepassados.
«O meu avô tinha uma taberna em Aveiro e também produzia vinho», recorda o empresário. Muitas décadas depois, o neto está à frente do primeiro “wine bar” da Guarda onde há «mais de 380 referências oriundas de todas as regiões do país». Destas, 50 são vinhos tintos e 21 brancos da região da Beira Interior, que «está indiscutivelmente entre os vinhos mais pedidos» por turistas e também pelos guardenses. Pedro Nobre adianta que, «mais do que o bairrismo, a escolha está relacionada com a qualidade crescente dos vinhos da região».
Apesar de considerar que há ainda um «longo caminho a percorrer» no que respeita a fazer dos vinhos da Beira Interior um cartão de visita da região, o empresário acredita que «as coisas estão a ser bem feitas». Na sua opinião, a dimensão dos produtores é um fator que «pode ser um obstáculo para o crescimento e implementação dos vinhos da região a nível nacional e internacional», mas, em contrapartida, «a diversidade» a eles associada «pode significar uma vantagem» neste mercado muito concorrencial.
O Nobre Vinhos e Tal é um espaço dedicado à degustação de vinhos e gastronomia regional, que funciona também como restaurante «por exigência do público-alvo», refere o proprietário. O “wine bar” já conquistou a distinção de Melhor Carta e Serviço de Vinhos 2018 a nível regional, atribuída pela Revista de Vinhos – Essência do Vinho, tendo atingido a final a nível nacional.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta