Desporto

Ricardo Teodósio mantém liderança do Nacional de Rali a duas provas do final

Escrito por Jornal O Interior

Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5) foi quarto classificado no Rali Terras d’Aboboreira, a sétima prova do Nacional disputada na sexta e sábado em Amarante.
O piloto da ARC Sport, equipa de Aguiar da Beira, terminou a 53s05’ do vencedor, João Pedro Fontes (Citroën C3 R5), mas não pontuou, pois para efeitos de campeonato contam apenas os resultados de oito das nove provas calendarizadas. O algarvio elegeu esta para não pontuar, aproveitando para preparar o seu carro para as duas jornadas em falta, o Rali Vidreiro (Marinha Grande) e o Casinos do Algarve. «Foi um teste de longa duração, mas que se revelou bastante positivo. Nos últimos troços gostei bastante do carro, especialmente no último. Gostaria de fechar o campeonato com duas vitórias nas últimas provas do ano», afirmou Ricardo Teodósio no final do rali. A ARC Sport conseguiu o terceiro lugar em Amarante graças a João Barros (Skoda Fabia R5), no regresso à competição após longa paragem.
João Pedro Fontes, que se estreou a ganhar no Nacional, terminou o rali de Amarante com o tempo de 49m19s01’ e 14s09’ de vantagem sobre Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5), que ascendeu à segunda posição do Nacional, a cinco pontos de Ricardo Teodósio (119,18 pontos). O campeão nacional, Armindo Araújo (Hyundai i20 R5), desistiu devido a um furo e a um toque com o carro, em que danificou a suspensão, descendo de segundo para terceiro na geral com 105 pontos, tendo já prescindido do resultado do rali dos Açores.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta