Desporto

Guarda foi “capital” do andebol de formação durante quatro dias

Escrito por Jornal O Interior

A Guarda foi a “capital” do andebol de formação durante quatro dias por ocasião do Encontro Nacional de Minis. A iniciativa organizada pela Federação da modalidade envolveu 1.500 atletas e 112 equipas, em representação de 65 clubes de todo o país, Madeira e Açores. A representar o distrito estiveram o Guarda Unida e a Escola Pinhel Falcão.
Sem vencedores ou vencidos, o evento teve como grande objetivo a promoção da prática do andebol, bem como o convívio e a partilha de experiências entre atletas e treinadores. Entre quinta-feira e domingo foram disputados 370 jogos nos pavilhões desportivos da cidade mais alta, no parque urbano do Rio Diz e no estádio municipal. O programa contemplou ainda atividades lúdicas e de animação com música, jogos e insufláveis no parque Polis. A organização estima que nestes quatro dias tenham estado na cidade mais de 3.000 pessoas, entre atletas, treinadores, dirigentes e familiares. A cerimónia de encerramento decorreu no domingo no pavilhão de São Miguel, onde foram entregues medalhas a todos os participantes e o Troféu Fair Play do Encontro à equipa de minis femininos do Académico de Viseu e aos minis masculinos do NAAL Passos Manuel (Lisboa).
Destinado a atletas dos 7 aos 10 anos, o Encontro foi organizado pela Federação de Andebol de Portugal, Associação de Andebol da Guarda e município. Segundo Augusto Silva, vice-presidente da Federação, a escolha da Guarda não aconteceu «por acaso», mas porque a modalidade «está a crescer na região e com este evento quisemos dar um pouco de incentivo a todos aqueles que trabalham na nossa modalidade e que estão a fazer com que o andebol fique mais forte no distrito».

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta