Política

Manuel Frexes demitiu-se da distrital do PSD de Castelo Branco

Escrito por Jornal O Interior

Os «julgamentos na praça pública» levaram Manuel Frexes a anunciar a demissão da presidência da distrital de Castelo Branco do PSD, cujo mandato terminaria em julho de 2020.
Em carta enviada aos militantes no sábado, o também deputado e antigo presidente da Câmara do Fundão (2002-2012) adianta que não será candidato nas legislativas de outubro e considera «inaceitável» e «insuportável» a «condenação mediática» a que diz ter sido sujeito após o Ministério Público o ter constituído arguido pela alegada prática de crimes de prevaricação e corrupção quando liderava o município do Fundão. «Assim não vale a pena estar na política. Por ter a consciência tranquila com o meu percurso, por respeitar o meu partido e os militantes que me escolheram para liderar a distrital de Castelo Branco, tomei a decisão de convocar eleições e não me recandidatar ao cargo de deputado na Assembleia da República», justifica o apoiante de Santana Lopes, contra Rui Rio, nas últimas eleições para a liderança do PSD. As eleições já estão marcadas e vão realizar-se a 6 de julho.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta