ACG

O futuro da Associação Comercial da Guarda está a jogar-se na barra do tribunal. A continuidade da instituição centenária depende agora da prova da sua viabilidade financeira para fazer face a dívidas e créditos reclamados por fornecedores, funcionários, clientes, entidades bancárias, Finanças e Segurança Social. O primeiro teste será mesmo a garantia de pagamento a uma ex-funcionária.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta