Sociedade

Câmara da Guarda negocia locomotiva e carruagem para rotunda da Estação

Escrito por Luís Martins

A Câmara da Guarda aprovou, por unanimidade, na última reunião do executivo a rescisão do contrato de depósito da locomotiva CP 1505 (Alco RSC 3), de 1948, inicialmente prevista para instalar na rotunda entre as Avenidas de São Miguel e da Estação, na Guarda-Gare.

Já os pontos referentes às minutas do contrato de depósito para uma locomotiva 1453 e de outro de compra e venda de uma carruagem Schindler foram dois pontos retirados da ordem do dia por o município estar em negociações com a EMEF, disse Carlos Chaves Monteiro.

«Estamos a tentar melhorar as condições para trazer a locomotiva e aquela carruagem para a Guarda», justificou o presidente da Câmara, adiantando que a locomotiva Alco está em vias de classificação como de interesse público e já não virá. «A alternativa é a máquina 1453, mais recente, e uma carruagem Schindler, só que ambas têm que ser pintadas e tratadas por causa dos grafitis e de alguma ferrugem, encargos que terão de ser suportados pela autarquia», disse o edil. O município terá ainda que custear o transporte, o seguro deste material, bem como o valor residual de IVA. «A locomotiva e a carruagem virão a custo zero», reiterou o autarca, que espera ver este processo concluído «rapidamente».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta