Economia

Test-drive: Tecnologia e conforto em destaque no Mercedes Classe B

Escrito por Jornal O Interior

Já chegou a nova geração do Mercedes-Benz Classe B e O INTERIOR já o testou. Com uma vertente mais desportiva e aparência mais dinâmica, este modelo suaviza um pouco a forma de monovolume e mais parece um Classe A insuflado.
No Classe B a marca alemã subiu mais um nível no conforto, oferecendo mais espaço interior, e na fiabilidade, mas também na tecnologia colocada à disposição do condutor. E o destaque vai para o painel de instrumentos, que pode ter dois ecrãs de 7 polegadas (17,78 cm) de série, um ecrã de 7 polegadas e outro de 10,25 polegadas (26 cm) e a versão Widescreen, com dois ecrãs de 10,25 polegadas ao comprimento do tablier, bastante mais estilizado. Já os motores são mais eficientes e limpos. Graças ao sistema de pós-tratamento dos gases de escape com um catalisador SCR adicional colocado sob o piso, o Classe B é o primeiro modelo compacto da Mercedes-Benz a ter homologação conforme a norma Euro 6d, que será obrigatória para novos modelos apenas a 1 de janeiro de 2020. O INTERIOR conduziu o B 180 d, a motorização mais comercializada em Portugal, cujo motor tem uma potência de 116 CV capaz de corresponder a qualquer exigência.
Destaque também para a espaçosa bagageira, que pode acomodar até 1.540 litros com o banco traseiro rebatido. A Mercedes aposta também no sistema “Easy-Pack” de série na porta da bagageira, o que permite abrir ou fechar de forma automática, mediante o pressionar de um botão ou através de um movimento com pé, em combinação com o sistema Hands-Free Access de acesso mãos-livres (opcional).
O novo Mercedes Classe B chegou ao mercado português em fevereiro e está a ser comercializado no distrito da Guarda pela Finiclasse. O preço base do modelo experimentado por O INTERIOR é de 35.750 euros.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixe comentário