Sociedade

O INTERIOR foi notícia

Escrito por Jornal O Interior

Em 19 anos de existência, O INTERIOR acabou por ser notícia em várias ocasiões da sua curta história. Lançado com o novo milénio, o semanário mais recente da Beira Interior chamou logo as atenções da classe e viu o seu trabalho reconhecido nesse ano de 2000 com a atribuição do Prémio Gazeta de Imprensa Regional pelo Clube de Jornalistas.
O mais prestigiado galardão nacional para a imprensa regional confirmou que as características deste projeto foram acertadas. Mais tarde, em dezembro de 2003, foi novamente a qualidade, o rigor e o profissionalismo de O INTERIOR que estiveram na origem de um convite do “Expresso”, o jornal mais influente em Portugal, para sermos parceiro fundador da Rede Expresso – um espaço partilhado por 17 jornais regionais (um por distrito) no semanário mais lido do país.
Mas O INTERIOR é mais do que isso e, ao longo destes anos, tem assumido a responsabilidade de participar e intervir na sociedade local. Agir para mudar, mas também para marcar a diferença perante a passividade. Para tal, apostou na promoção da cultura e da leitura com a Festa do Livro, uma atividade iniciada no Verão de 2002 com grande impacto na cidade. As primeiras edições aconteceram na Rua do Comércio. Em 2004, a festa mudou-se para a Praça Velha e, após um interregno de quatro anos, a iniciativa regressou com o apoio do NERGA – Associação Empresarial da Região da Guarda e decorreu junto ao Jardim José de Lemos.
Os debates foram outra aposta ganha por O INTERIOR nestes nove anos. Contornando a função tradicional de um jornal – que é noticiar e/ou comentar acontecimentos -, optámos por marcar a atualidade em dois momentos-chave da política regional, além de contribuir ainda mais para uma sociedade mais e melhor informada. Em dezembro de 2001 organizámos o único debate público com todos os candidatos à Câmara da Guarda. A sessão atraiu centenas de munícipes, que quiseram ouvir cara-a-cara o que os políticos propunham para a cidade.
Em fevereiro de 2004 voltámos à carga para esclarecer o tema das comunidades urbanas. Em colaboração com a Rádio Altitude e a Rádio Clube da Covilhã, organizámos o único debate sobre o assunto e vimos confirmadas as diferenças que nos separam nesta pequena região do interior. Políticos, autarcas e cidadãos comuns disseram de sua justiça sobre o caminho que estava a ser percorrido, mas ainda hoje estamos à espera de conhecer as virtualidades deste pequeno intervalo até à regionalização.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixe comentário