Sociedade

Novo sistema de mobilidade da Covilhã apresentado segunda-feira

Escrito por Jornal O Interior

Mais circuitos de autocarros, uma rede de bicicletas elétricas e novas taxas de estacionamento entre as medidas já aprovadas pela autarquia

A Câmara da Covilhã apresenta na segunda-feira o Novo Sistema de Mobilidade do concelho.
Conforme O INTERIOR noticiou no início de setembro, as linhas gerais do plano definido para a nova concessão de transportes incluem o reforço das ligações suburbanas entre a cidade e as vilas do Tortosendo e do Teixoso, novas ligações para as Penhas da Saúde e Torre e novas taxas para estacionamento nos silos da cidade. Incluem-se aqui o silo da praça do município e do Sporting da Covilhã, pelo qual a autarquia passará a pagar uma renda anual de 50 mil euros (para depois entregar à concessão). Haverá também novas taxas de estacionamento nas zonas do centro comercial da Estação, na avenida do pavilhão ANIL e Alameda Europa (que liga ao Serra Shopping). Serão abrangidos um total de mil lugares, «700 em silo e 300 à superfície», de acordo com o edil covilhanense, que adiantou que será a Câmara a definir o valor das taxas a pagar, que ainda não foi estabelecido.
Estas taxas terão margem para um sistema de descontos dirigido a famílias com várias viaturas, segundo o edil. Além das mudanças referidas, haverá novos circuitos de autocarros e cobrança de uma taxa de utilização turística nos elevadores urbanos, que continuarão a ser gratuitos para residentes no concelho que terão um cartão ou aplicação de telemóvel. O Novo Sistema de Mobilidade contempla a bilhética integrada, uma nova aplicação de telemóvel polivalente, a concessão de uma rede de bicicletas elétricas (fator opcional da futura concessionária) e passes gratuitos para todos os estudantes, além de descontos de 50 por cento na rede de transportes para portadores do Cartão Social Municipal. Haverá ainda uma ligação permanente a circundar a Covilhã que permitirá maior flexibilidade de horários nos transportes.
O plano já foi aprovado em reunião de Câmara e está a ser avaliado pela Autoridade da Mobilidade e Transportes (AMT). Posteriormente será novamente apresentado ao executivo e assembleia municipal para ser aprovado e permitir a abertura do respetivo concurso público internacional. A concessão será pelo período de dez anos, sendo setembro de 2020 a data prevista de conclusão do processo de mudança. O transporte público na Covilhã é assegurado atualmente pela empresa Covibus, cujo contrato de prestação de serviços terminou em setembro. No encontro de segunda-feira, que tem início pelas 14 horas, participam o presidente da Autoridade de Mobilidade e Transportes, João Carvalho; Paula Teles, da empresa MPT – Mobilidade e Planeamento do Território, que vai apresentar a Rede Ciclável da Covilhã; e ainda Valter Duarte, da M. Moura Associados, que divulgará as linhas gerais do novo Sistema de Mobilidade da Covilhã.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta