Cultura

“Ópera no Património” começa em Foz Côa e segue para Pinhel

Escrito por Jornal O Interior

A iniciativa “Ópera no Património O.P.(US)”, que já vai na terceira edição, está de regresso a Pinhel e Vila Nova de Foz Côa, entre outras localidades, a partir desta quinta-feira e até 30 de setembro. A entrada é gratuita.
Neste período uma companhia de ópera profissional, com orquestra sinfónica, solistas, coros internacionais e ballet, vai percorrer a região Centro com um programa que inclui o épico “Sansão e Dalila”, o drama “Madam Butterfly”, uma “Stabat Mater”, de Pergolesi, Coros e o “Requiem”, de Verdi, entre muitas outras propostas. O ciclo começa em Vila Nova de Foz Côa, continua por Pinhel, Leiria, Coimbra, Batalha e termina em Viseu. A direção artística é de José Ferreira Lobo. A par da música clássica e operática, o projeto contempla também visitas guiadas e palestras e sobre monumentos, bem como sessões didático-pedagógicas, conferências e “masterclasses”, entre outras propostas. Esta quinta-feira, um grupo de cordas e outro de sopros atuam, respetivamente, na igreja de Muxagata (18 horas) e na igreja de Seixas, duas localidades do concelho de Vila Nova de Foz Côa.
No sábado (15 horas) será a vez da igreja de Cedovim acolher um quarteto de cordas, realizando-se à noite (21 horas) o espetáculo “Visitação à Ópera Sansão e Dalila de Camille Saint-Saëns” na Praça do Município. No domingo, um grupo de cordas atuará no Museu do Côa (10 horas) e hora e meia depois cede o palco a um quarteto de cordas. Já pelas 18 horas haverá um concerto sinfónico com obras de Felix Mendelssohn e de W. A. Mozart. No dia 22 a iniciativa chega a Pinhel com o ensaio aberto de “Antologia de Zarzuela” no Largo da Igreja de S. Luís (21h30) e no dia seguinte, no mesmo local, terá lugar o respetivo concerto operático, que repete no dia 23. Para 24 de agosto está agendado um recital do quarteto de cordas no Museu Municipal (11 horas) e do grupo de sopros no auditório no auditório do centro histórico (15 horas). Pelas 18 horas terá início um concerto com composições de W. A. Mozart. No dia seguinte o quarteto de cordas tocará nas arcadas do posto de turismo (10h30) e o grupo de cordas estará no Parque Urbano (12h15).

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta