Sociedade

Suspeito de agredir mãe na Guarda fica em prisão preventiva

Escrito por Luís Martins

O Tribunal da Guarda decretou a prisão preventiva de um homem de 52 anos por violência doméstica.

O suspeito tinha sido detido na área do concelho da Guarda por militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas da GNR na terça-feira. Segundo o Comando Territorial, o indivíduo «agredia a mãe de 70 anos, com quem vivia, física e psicologicamente» e é reincidente no mesmo tipo de crime.

O detido vai cumprir a medida de coação num estabelecimento prisional com hospital psiquiátrico.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta