Região

Empresa de Trancoso com prejuízos de 5 mil euros por falta de acesso à Internet

Escrito por Sofia Craveiro

A empresa de materiais de construção Santiago e CIA. Lda, sediada em Trancoso, esteve pelo menos três dias sem acesso à Internet. O “apagão” verificou-se entre «as 12 horas de 15 de julho e as 9h30 de dia 18», de acordo com o gerente António Santiago.

O responsável fala em «grandes prejuízos» sofridos pela empresa nesses dias, que atingirão valores «entre os quatro a cinco mil euros» de faturação. O empresário relatou a O INTERIOR que devido a esta anomalia de funcionamento do serviço de Internet – prestado pela Altice Portugal – «estivemos três dias sem conseguir receber encomendas. Não pudemos realizar vendas por falta de leitura de códigos de barras. Tivemos de recorrer a suporte de papel para diversas operações, sem possibilidade de faturar», lamenta António Santiago. Ao que tudo indica, a situação deveu-se a uma intervenção exterior realizada pela Altice nas proximidades da empresa.

A reparação, que decorreu nos mesmos dias em que a Santiago e CIA, Lda não conseguiu aceder à Internet, terá ocorrido para reparar uma alegada avaria em elementos de fibra ótica. O INTERIOR contactou a Altice para obter esclarecimentos sobre o sucedido, mas sem sucesso até ao fecho desta edição. Segundo António Santiago, esta não é a primeira vez que a empresa tranconsense perde o acesso à rede. Em fevereiro deste ano a situação já tinha ocorrido «durante dois dias». Após a «falta de prontidão» da Altice para solucionar o problema, o responsável afirma que irá «conversar com os sócios no sentido de pressionar a Altice e eventualmente obter uma indemnização pelos dias de prejuízo».

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta