Região

Concurso de Vinhos da Beira Interior vai ter “Escolha da Mulher”

Escrito por Jornal O Interior

A 12ª edição do Concurso de Vinhos da Beira Interior vai avaliar 83 vinhos de 30 produtores. Este ano, além das classificações habituais, haverá novas distinções que privilegiam a perspetiva feminina e a gastronomia na escolha dos melhores vinhos.

À semelhança de anos anteriores, Aníbal Coutinho, enólogo e jornalista da especialidade, volta a presidir ao júri do Concurso de Vinhos da Beira Interior, que será composto por mais 14 elementos (sete homens e sete mulheres) e irá avaliar vinhos tintos, brancos, rosados, espumantes e frisantes. Esta paridade vai permitir a distinção dos vinhos “Escolha da Mulher”.
Esta é uma das novidades da edição 2019 da iniciativa promovida pela Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior e que foi apresentada na segunda-feira, em conferência de imprensa realizada no Solar do Vinho da Beira Interior, na Guarda. Para Rodolfo Queirós, presidente da CVRBI, «esta distinção não é sexista, antes pelo contrário. Estamos a salientar o papel cada vez mais importante da mulher na sociedade e no mundo dos vinhos». Outra das novidades será também a avaliação da “imagem” dos vinhos, já que serão premiados «o melhor rótulo e “package”» dos concorrentes, pois é um elemento que exerce «uma grande influência na compra», garantiu o responsável. Também esta distinção terá uma vertente “geral” e uma “Escolha da Mulher”.
As provas cegas dos 83 vinhos a concurso pelo júri vão decorrer a 17 e 18 de junho, na Guarda, e a gala final de entrega dos prémios terá lugar a 6 de julho no castelo de Trancoso. Para Amílcar Salvador, presidente do município, será «uma honra para Trancoso receber este evento, que com certeza vai ser um sucesso». O edil adiantou que a autarquia «está a fazer um esforço muito grande» para promover o vinho produzido no concelho, até porque este setor é, «hoje em dia, sinónimo de turismo». Este ano a CVRBI aposta também num novo concurso, o “Beira Interior Gourmet”, para dinamizar e promover os vinhos da região através da sua integração na gastronomia local. Em data a anunciar, serão avaliados restaurantes que apresentem pratos acompanhados de três vinhos da Beira Interior. A carta de vinhos dos estabelecimentos será assim um elemento considerado na avaliação do júri.
«Temos de tentar fazer sempre mais e este concurso é uma forma de combater a reconhecida dificuldade em vender os vinhos da Beira Interior, mesmo na própria região, comparativamente a outras regiões», justifica Rodolfo Queirós. E a propósito de novas formas de promover – e vender – os vinhos da região, o presidente da Comissão Vitivinícola referiu ainda a criação da “Rota dos Vinhos da Beira Interior”, um projeto que pretende «colocar os vinhos no território» e «promover a Beira Interior como destino turístico», ao mesmo tempo que dará a conhecer a indústria de vinhos da região.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta