Mesquita Nunes

Foi candidato pelo CDS/PP à Câmara da Covilhã, eleito vereador, e era vice-presidente de Assunção Cristas do partido de que agora se demitiu ao aceitar o convite para integrar a administração da Galp. Continua, no entanto, como coordenador do programa eleitoral do CDS/PP, ou seja, continua com um pé na política quando coloca o outro nos negócios. Adolfo Mesquita Nunes chega à administração da Galp pelo reconhecimento de méritos políticos e enorme sagacidade, mas não lhe era conhecida qualquer atividade anterior na área da energia ou dos combustíveis. O mesmo é dizer, vai para a Galp pela sua intervenção na política onde é comentador e influenciador de decisões. A “Nova Energia” afinal não vai ser na Covilhã, vai ser na Galp.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta