João Nunes

Escrito por Jornal O Interior

O jovem líder da Associação Académica da Guarda concluiu que a Guarda «não compreende» que a cidade depende dos estudantes e, por isso, considera ilegítimo que muitos cidadãos mostrem desagrado em relação a alguns comportamentos dos jovens alunos do IPG, nomeadamente na via pública durante as festas. Na verdade, os estudantes do IPG têm muita importância na cidade, na sua dimensão social, cultural e económica. Mas a cidade não depende dos alunos em nenhuma dessas dimensões – são parte, e importante, mas não são o todo. E o problema não tem a ver com a inclusão dos alunos na vida urbana, o problema é a falta de respeito pelos outros, o pequeno vandalismo, o ruído noturno e a falta de civismo de alguns estudantes.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta