Sociedade

Vereadores do PS preocupados com demissões na candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura

Escrito por Luís Martins

Os vereadores do PS no executivo da Câmara da Guarda estão preocupados com a demissão de dois elementos da equipa da candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027.

A demissão do coordenador, o antigo secretário de Estado da Cultura José Amaral Lopes, e a saída de João Heitor, consultor para a área da diáspora portuguesa em França, levaram esta segunda-feira Eduardo Brito a criticar o «amadorismo» com que a autarquia estará a conduzir o processo.

«Já se perderam dois anos na preparação da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura e não há um plano, uma estratégia e meios», considerou o socialista, que também quer saber «quanto é que a Câmara gastou» com os dois elementos demissionários.

Na resposta, o presidente da autarquia, Carlos Chaves Monteiro, disse aos jornalistas no final da reunião quinzenal do executivo, que os eleitos nos dois últimos anos «muito trabalho foi realizado» pelos elementos da comissão executiva da candidatura.

«Temos uma vontade férrea e inequívoca de levar este trabalho até ao fim e de ganhar esta candidatura», sublinhou o edil.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta