Sociedade

Região sem incidentes no início da greve dos motoristas de mercadorias perigosas

Escrito por Luís Martins

Esta manhã não se registaram problemas, nem incidentes, na região no primeiro dia da greve dos motoristas de mercadorias perigosas, que começou esta segunda-feira e decorre por tempo indeterminado.

A meio da manhã, no final de uma reunião na Proteção Civil, em Lisboa, o primeiro-ministro afirmou ser «muito positivo» que os serviços mínimos estejam a ser cumpridos.António Costa acrescentou que não há necessidade de avançar para a requisição civil, nem está a ser preciso recorrer aos elementos das forças de segurança ou forças armadas para conduzir qualquer viatura. «Está tudo a decorrer com enorme civismo e tranquilidade. Aquilo que desejamos é que assim continue e que as partes se sentem à mesa para negociar», disse o governante.

Por sua vez, em Aveiras, Pardal Henriques, assessor do sindicato dos motoristas, declarou que «para já» os profissionais continuam a cumprir os serviços mínimos. «Existem motoristas que continuam a trabalhar, a fazer serviços mínimos e existem motoristas que não estavam escalados para os serviços mínimos e continuam a trabalhar», porque estão «iludidos e pressionados» a ir trabalhar».

Sobre as acusações de subornos e pressão para furar a greve, o advogado adiantou que estão a ser reunidas as provas do que disse e que ainda hoje serão entregues «aos órgãos competentes».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta