Sociedade

«Quando falamos do interior não nos metemos num helicóptero», disse António Costa na Covilhã

Escrito por Sofia Craveiro

Em campanha às europeias, o secretário-geral do Partido Socialista e Primeiro-Ministro, António Costa, acusou Paulo Rangel de não ter feito nada pelo país, em particular pelo interior.  António Costa sublinhou que «quando falamos do interior não nos metemos num helicóptero», fazendo novamente referência ao voo do cabeça de lista do PSD sobre a zona de pinhal dos distritos de Coimbra e de Leiria, atingida pelos incêndios em 2017.

António Costa sublinhou o trabalho realizado por Pedro Marques, líder da lista do PS às europeias, em particular as obras no IC3, a requalificação da ligação ferroviária entre a Guarda e a Covilhã, (obra ainda em curso) e a reprogramação dos fundos europeus do Portugal 2020 que permitiram alocar 1700 milhões de euros para apoio a fixação de empresas no interior. A menção destas obras serviu de termo de comparação ao trabalho efectuado por Paulo Rangel que, de acordo com António Costa «Há uns que falam, falam, falam… e há aqueles que fazem.», questionando ainda «Em 10 anos de presença no parlamento europeu, o que é que Paulo Rangel fez pelo interior do país para além de ter vindo passear de helicóptero?»

António Costa esteve ontem presente na Covilhã, num jantar-comício que contou com a presença de cerca de 400 apoiantes do PS. Além de António Costa e Pedro Marques, o comício contou com a presença de Vítor Pereira, Presidente da Câmara da Covilhã, João Galamba, Secretário de Estado da Energia e Hortense Martins, líder da Federação de Castelo Branco.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta