Sociedade

Protesto pela abolição das portagens reúne 400 pessoas em Vilar Formoso

Escrito por Sofia Craveiro

Foto: Rádio Fronteira

Numa ação de protesto, que decorreu ontem em Vilar Formoso, no concelho de Almeida, associações empresariais, sindicatos, autarcas e populações de ambos os lados da fronteira exigiram o fim das portagens na A25 e A23. A manifestação juntou sindicatos de ambos os países da Península Ibérica, com o objetivo de colocar a problemática da abolição de portagens na agenda das próximas eleições legislativas. A iniciativa partiu da Plataforma Pela Reposição das SCUT, que integra entidades dos distritos da Guarda e Castelo Branco, entre eles a Associação Empresarial da Região da Guarda, a Comissão de Utentes da A25 e a União de Sindicatos da Guarda, a União de Sindicatos de Castelo Branco, a Comissão de Utentes Contra as Portagens na A23, a Associação Empresarial da Beira Baixa e também o Movimento de Empresários pela Subsistência pelo Interior.

De acordo com os promotores da manifestação, o protesto juntou cerca de 400 manifestantes movidos pelo lema  “Pelo Interior – Repor as Scut. Abolir as portagens na A23 [auto-estrada Guarda – Torres Novas] e A25 [Aveiro – Vilar Formoso]”.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta