Sociedade

Mãe de antiga secretária de Álvaro Amaro apanhada a destruir documentos da Câmara da Guarda

Escrito por Luís Martins

Uma funcionária do Hospital da Guarda foi apanhada a destruir grandes quantidades de documentos da Câmara Municipal e denunciada à Polícia Judiciária, noticiam o “Jornal de Notícias” e a SIC.

Trata-se da mãe da antiga secretária de Álvaro Amaro, o ex-autarca local e agora eurodeputado do PSD, que está a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de crimes, incluindo corrupção, no caso “Rota Final”, que envolve a Transdev.

A PJ conseguiu recuperar os pedaços de papel dos documentos que a funcionária estava a destruir e admite que possam ser contratos e troca de correspondência. O JN adianta que a pessoa em causa ainda não foi interrogada, sendo suspeita de eventual destruição de provas e obstrução à justiça.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta