Sociedade

IPG vai acolher “data center” de segurança do SEF

Escrito por Luís Martins
O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher servidores de um centro de dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).
 
Trata-se de um “disaster recovery”, um “data center” de segurança que permitirá recuperar os dados daquela polícia criminal caso algum ataque ou desastre afete os seus serviços. Para Joaquim Brigas, presidente do IPG, a colaboração com «mais um organismo nacional é, em primeiro lugar, o reconhecimento das competências e da qualidade da investigação que se faz neste Politécnico, nomeadamente na Escola Superior de Tecnologia e Gestão».
 
O responsável acrescenta que esta «cooperação tecnológica irá desenvolver-se nas áreas da informática, dos sistemas de comunicações de segurança e da formação de quadros do SEF».
Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta