Sociedade

Embaixadora diz que Cuba está disponível para «colocar médicos onde fazem falta» em Portugal

Escrito por Luís Martins

A embaixadora de Cuba em Portugal disse esta sexta-feira, na Guarda, que o seu país está disponível para continuar a colaborar com o Governo para a colocação de médicos nas zonas onde fazem mais falta.

«Temos atualmente nove médicos cubanos espalhados por sete localidades portuguesas. E temos toda a disposição para oferecer a Portugal médicos cubanos, inclusivamente já com alguma experiência na língua portuguesa», afirmou Mercedes Martinez Valdês, numa conferência de imprensa realizada no final de uma visita à cidade mais alta.

A embaixadora sublinhou que os médicos cubanos «não vão tirar emprego aos médicos portugueses. Eles irão para aqueles lugares onde não querem ir os médicos locais. E é nesse enquadramento que nós queremos fazer mais colaboração médica», afirmou a embaixadora. Mercedes Martinez Valdês adiantou que esta disponibilidade já foi comunicada à Ordem dos Médicos e que aguarda um encontro com a titular da Saúde, Marta Temido.

Na Guarda, a embaixadora cubana reuniu com o presidente em exercício da Câmara, visitou o Instituto Politécnico e contactou com empresários na associação empresarial NERGA. A jornada terminou com um encontro com a União de Sindicatos. Para Carlos Chaves Monteiro, autarca local, classificou a visita de «enriquecedora» e revelou que convidou Cuba para que seja o país convidado da Feira Ibérica de Turismo (FIT) de 2020.

O país foi também desafiado a colaborar na candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta

1 comentário