Sociedade

Dois dos três detidos por tráfico de droga na Guarda ficam em prisão preventiva

Escrito por Luís Martins

Dois dos três detidos na quarta-feira pela GNR da Guarda por tráfico de droga na cidade e no concelho ficaram em prisão preventiva. Os suspeitos, um homem e uma mulher, já possuem antecedentes criminais pelo mesmo crime.

O Tribunal Judicial da Guarda decretou ainda a medida de coação de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, ao terceiro elemento, o filho da mulher detida na operação. Os três suspeitos têm idades compreendidas entre os 35 e 56 anos e foram intercetados por elementos do Núcleo de Investigação Criminal da Guarda na posse de mais de 6.800 doses de droga.

No âmbito de uma investigação que decorreu durante um ano, a GNR deu cumprimento a cinco mandados de busca e apreendeu 6.768 doses de haxixe, 80 doses de canábis, 14 doses de heroína, duas doses de cocaína e uma balança de precisão. Os militares apreenderam ainda três televisores, três ‘tablet’, dois computadores portáteis, 15 telemóveis, uma aparelhagem de som, três relógios e cerca de 7.250 euros.

A ação, que teve o apoio da PSP, mobilizou 25 militares da Secção de Informações e Investigação Criminal da GNR, da Secção Cinotécnica do Comando Territorial da Guarda da GNR e do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da cidade.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta