Sociedade

Centro de Saúde da Guarda fechado devido a greve de auxiliares

Escrito por Luís Martins

Os utentes do Centro de Saúde da Guarda que tinham consultas e rastreios marcados para esta sexta-feira ficaram à porta porque os serviços estão fechados.

O motivo é a greve do pessoal auxiliar, como informa um papel afixado ao meio da manhã na porta do edifício. Os pacientes queixam-se de não terem sido avisados atempadamente e deslocaram-se à unidade de saúde em vão. Também as mulheres quem tinha rastreios de cancro da mama marcados na unidade móvel da Liga foram apanhadas de surpresa e estão a aguardar na rua, ao frio, pela sua vez, como constatou O INTERIOR, porque o edifício está fechado.

Foi o caso de Célia Costa, natural de Gonçalo, que se deslocou propositadamente à Guarda. «Não sabia desta greve, estou aqui há uma hora à espera e só agora recebi uma mensagem a dizer que os rastreios não seriam feitos hoje», afirmou a utente.

No entanto, os exames começaram a ser realizados com a abertura da unidade móvel, encontrando-se cerca de uma dezena de mulheres a aguardar no exterior pela sua vez.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixe comentário