Sociedade

Álvaro Amaro constituído arguido na operação “Rota Final”

Escrito por Luís Martins

O ex-presidente da Câmara da Guarda Álvaro Amaro foi constituído arguido no âmbito da operação “Rota Final”, noticia a RTP.

Segundo a estação de televisão pública haverá já cinco arguidos. São os ex-presidentes das Câmaras de Lamego e Armamar, um funcionário da autarquia de Lamego e um administrador da Transdev, além do agora eurodeputado do PSD. De acordo com uma nota da Procuradoria-Geral Distrital (PGD) de Coimbra, «esta investigação visa esclarecer os termos em que o Grupo Transdev obteve contratos e compensações financeiras com autarquias das zonas Norte e Centro do país». Uma das câmaras visadas é a da Guarda, por negócios realizados ainda quando Álvaro Amaro era o presidente. 

«Em causa estão indícios de tráfico de influência, participação económica e corrupção, entre outros crimes. O inquérito encontra-se em segredo de justiça e as investigações prosseguem na Polícia Judiciária», acrescenta a nota da PGD.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta