Região

Sabugal em risco máximo de incêndio

Escrito por Sofia Craveiro

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje o município do Sabugal no patamar máximo de risco de incêndio florestal. Penamacor, no distrito de Castelo Branco, e Bragança também estão incluídos na lista de concelhos com maior risco de incêndio do país.

 

Na Guarda, apenas Manteigas, Gouveia, Aguiar da Beira e Almeida se encontram com um nível de risco “elevado”, estando os restantes concelhos do distrito com uma possibilidade “muito elevada” de ocorrência de fogo.

Já o distrito de Castelo Branco encontra-se totalmente abrangido pela classificação de risco “muito elevado”, com excepção apenas para o concelho de Penamacor (risco “máximo”) e de Belmonte, onde o risco de fogo é considerado “elevado”.

 

A escala de risco de incêndio do IPMA possui cinco níveis, que vão de “reduzido” a “máximo”. “Elevado” é o terceiro patamar mais grave. Para esta classificação são considerados fatores como a temperatura do ar, a humidade relativa, a velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta