Política

PSD questiona ministra sobre falta de recursos humanos na ULS Guarda

A «degradação das condições de prestação de cuidados de saúde» na Unidade Local de Saúde da Guarda (ULSG) levou os deputados do PSD eleitos pelo círculo da Guarda a questionarem a ministra da Saúde.

No requerimento Carlos Peixoto e Ângela Guerra refere casos no hospital da Guarda e no centro de saúde de Seia para perguntam «que medidas tomou ou está a tomar o Ministério da Saúde para possibilitar o reforço da contratação de pessoal para a ULSG, especialmente no que se refere a médicos, enfermeiros e assistentes operacionais». Os sociais-democratas querem também saber «que medidas pretende o Governo tomar para dotar o Serviço de Urgência do Hospital Sousa Martins de recursos humanos e materiais suficientes para uma adequada prestação de cuidados aos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que ali recorrem». Sobre o Centro de Saúde de Seia, os deputados questionam Marta Temido sobre as medidas que serão tomadas para dotar aquela unidade «de recursos humanos e materiais suficientes para uma adequada prestação de cuidados de saúde aos utentes». Esta tomada de posição surge na sequência da demissão da diretora da Urgência do Sousa Martins, Adelaide Campos, pelos «graves constrangimentos» da falta de recursos humanos, entre outros argumentos.

Sobre o autor

Ana Eugénia Inácio

Deixe comentário

1 comentário