Cultura

Peter Hammill regressa ao Gouveia Art Rock

Escrito por Jornal O Interior

É já este fim de semana que acontece o 16º Gouveia Art Rock (GAR), o único festival português dedicado ao rock progressivo. A lotação já está esgotada há bastante tempo.
Pelo palco do Teatro Cine vão passar, no sábado, nomes como os franceses The Loomings (França), o duo italo-germânico Luca Stricagnoli e Meg Pfeiffer, os belgas The Advent of March e os suecos Isildurs Bane, que se farão acompanhar da japonesa Karin Nakagawa. A primeira noite termina em grande com a atuação do britânico Peter Hammill (na foto), que neste regresso a Gouveia será acompanhado na segunda-parte pelos Isildurs Bane. O programa de domingo começa com Courtney Swain (Estados Unidos) e prossegue com os Wobbler (Noruega). As atenções mudam-se depois para a Igreja de S. Pedro onde terão lugar os concertos de Karin Nakagawa e do português Filipe Quaresma. O festival chegará ao fim o grupo alemão Salut Salon, de novo no Teatro-Cine, pelas 21h15.
Além dos concertos, de um debate e da habitual feira do disco, cartaz, memorabilia e merchandising deste género musical, o GAR conta este ano com os lançamentos dos novos álbuns dos The Loomings, intitulado “Weirdo”, e de Isildurs Bane & Peter Hammill, “In Amazonia”. Este último foi comissionado pelo município de Gouveia e pelo próprio festival, propositadamente para ter a sua “première” mundial nesta edição do GAR. Organizado pela autarquia, o evento teve início em 2013 e é um «dos melhores festivais do panorama mundial de música progressiva». Os promotores destacam que esta edição abrange «a música tradicional japonesa, a música clássica e a música progressiva com grandes músicos mundiais».

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta