Cultura

Antigo ministro da Cultura nos 56 anos do Centro Cultural da Guarda

Escrito por Luís Martins

Luís Filipe Castro Mendes participou este sábado na sessão solene do 56º aniversário do Centro Cultural da Guarda, que decorreu no auditório do Paço da Cultura.

O antigo ministro da Cultura fez o elogio da Guarda «como lugar de poesia» e destacou o dinamismo da instituição e o seu contributo pela promoção da cultura num interior que viveu «uma extraordinária mudança» nestas últimas décadas. «Houve desenvolvimento socioeconómico, mas também alterações no espírito e cultura das pessoas, que têm hoje mais capacidade de fazer», disse Luís Filipe Castro Mendes.

Na sessão intervieram Albino Bárbara, presidente do Centro Cultural; Álvaro Guerreiro, presidente da Assembleia-Geral da coletividade; e Carlos Chaves Monteiro, vice-presidente da Câmara da Guarda. Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

Sobre o autor

Luís Martins

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda sem votos)
Loading...

Deixe comentário