Jornal o interior   
Versão normal • Versão acessível  

Edição de 22-06-2017

Seccões

 

Consulte o Arquivo

 

Arquivo: Edição de 16-02-2017

SECÇÃO: Opinião

Bilhete Postal
Verborreia no autocarro

Falou da sua vida privada, despiu-se de pudores, descobriu-se de véus à medida que expunha no telefone os seus problemas. Eu ia atrás e podíamos ser muitos que, para ela, seria igual. Falou da irmã doente, da tia operada de hemorroidas, do cão a quem o Manuel batia e como isso a deixava louca. Falou de Celas aos Covoes. Fomos no 6 a escutar aquela voz estridente que se desnudava e expunha nomes e moradas de gente sua. Porque falava alto, estou para perceber. Talvez ouvisse mal. Talvez não saiba que o telemóvel amplia a voz. O autocarro todo a ouvia mas, por sermos poucos, lá piscávamos o olho cúmplice quando lhe brotava o vernáculo a propósito de alguém. O telemóvel permitia-lhe estar só entre os passageiros. Saiu perto dos Covões e continuava ao telemóvel. Há quem nunca consiga estar só e sempre tecla ou fala ao aparelho. Prefiro os que se coçam despudorados, prefiro os que colocam o dedo nos cabelos em fitotricomania, já me parece melhor limpar o nariz, visitá-lo nas suas profundezas enquanto conduzem e meditam. Hoje no autocarro abordei a senhora e disse-lhe: Então a sua tia? Já foi operada das hemorroidas? Perguntou-me se a conhecia. Falei-lhe da irmã e do Manuel que batia no cão.
- Não estou a reconhecê-lo – disse-me.
- Como sabe tudo isso? – perguntou.
Foi a senhora que nos contou a sua vida toda, ontem, aqui no autocarro. Não se recorda?
- Eu? Eu vinha sozinha! Um tempo. Um silêncio. Corou. Ao telemóvel!, balbuciou. Tocou no sinalizador. Envergonhada, olhava em volta e os sorrisos dos passageiros confirmavam aquilo de que agora se apercebia. Saiu muito antes dos Covões.

Por: Diogo Cabrita





Topo

Símbolo de Acessibilidade à Web. [D]
Bobby WorldWide Approved AAA
Símbolo de conformidade nível A, Directivas de Acessibilidade ao conteúdo Web 1.0 do W3C-WAI

© - Powered by Ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.