Jornal o interior   
Versão normal • Versão acessível  

Edição de 23-02-2017

Seccões

 

Consulte o Arquivo

 

Arquivo: Edição de 16-02-2017

SECÇÃO: Sociedade

A Beira Interior tem três municípios entre os cem primeiros classificados num total de 308 analisados, enquanto Fornos de Algodres posiciona-se no fim da tabela
Aguiar da Beira volta a liderar Índice de Transparência Municipal

fotoAguiar da Beira e Fornos de Algodres são dois concelhos vizinhos, mas que estão bem distantes no ranking do Índice de Transparência Municipal (ITM), divulgado na semana passada. Ambos ficaram nos extremos da lista, não apenas a nível regional, mas também em termos nacionais.
Depois do simpático 25º lugar alcançado por Aguiar da Beira em 2015,no último ano o município presidido por Joaquim Bonifácio melhorou e ocupa agora a 12ª posição com 93,68 pontos. Já Fornos de Algodres é 305º em 308 municípios, com 20,6 pontos. Em 2015 estava na 300ª posição. O (ITM) mede o grau de transparência das Câmaras Municipais através de uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nos seus websites, elaborada pela Transparência, Integridade e Associação Cívica (TIAC). Composto por 76 indicadores, a avaliação tem por base sete dimensões: informação sobre a Organização, Composição Social e Funcionamento do Município; Planos e Relatórios; Impostos, Taxas, Tarifas, Preços e Regulamentos; Relação com a Sociedade; Contratação Pública; Transparência Económico-Financeira e Transparência na área do Urbanismo.
O Fundão volta a ser, pelo segundo ano consecutivo, o segundo melhor classificado da região com uma ligeira melhoria. Passou da 55ª posição para a 30ª, ao obter 84,2 pontos. Segue-se o Sabugal, com uma notável recuperação, pois em 2016 obteve 63,05 pontos que lhe garantiram o 88º lugar no ranking – tinha sido 158º em 2015. A Covilhã também entra para o quarto lugar, mas com uma classificação menos vistosa. Não foi além da 202ª posição, com um total de 41,34 pontos. Ainda assim é melhor que o ano anterior, quando estava no 202º lugar. Já Seia, tal como em 2015, volta a fechar o top 5 regional mas com uma classificação ligeiramente inferior. Depois de em 2015 ter chegado à 194ª posição, está agora no 213º lugar com 40,38 pontos,
Definidos os primeiros cinco municípios do ITM da Beira Interior, seguem-se Gouveia (215º) e Almeida (223º), ambos melhoraram ligeiramente em relação a 2015. Pinhel aparece no 225º lugar, sendo que em 2015 ocupava o 189º lugar, o que que lhe garantia a quarta posição da Beira Interior. Depois, temos ainda Vila Nova de Foz Côa (231º) e Manteigas (235º), enquanto a Guarda surge na 252ª posição, com uma melhoria em relação a 2015, quando era 291ª. Trancoso surge na 254ª posição, Celorico da Beira fica-se pelo 274º lugar e a Mêda é 276ª. A fechar o ranking, mesmo antes de Fornos de Algodres, estão Figueira de Castelo Rodrigo (291º) e Belmonte (293º). O ranking de 2016 voltou a ser liderado pela autarquia de Alfândega da Fé com valor absoluto de 100 pontos no ITM.





Topo

Símbolo de Acessibilidade à Web. [D]
Bobby WorldWide Approved AAA
Símbolo de conformidade nível A, Directivas de Acessibilidade ao conteúdo Web 1.0 do W3C-WAI

© - Powered by Ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.