Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 11-10-2018
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 04-10-2018

Secção: Cara a Cara

Cara a Cara - Óscar Andrade
«A Guarda é provavelmente a associação do interior com mais árbitros nos quadros nacionais»
Tempo de leitura: 4 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Óscar Andrade
Óscar Andrade  Clique na imagem para a aumentar.
P - Quais são os seus projetos/objetivos para este mandato?

R - Durante os próximos dois anos, juntamente com os outros elementos da direção, estabelecemos como prioridade o recrutamento de novos árbitros, a realização de cursos juntamente com Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol da Guarda, e a organização de uma Maratona de Futsal em junho/julho de 2019 de masculinos e femininos. Também é nosso objetivo criar uma bolsa de auxílio à arbitragem, que será um fundo social para ajudar árbitros que necessitem de ajuda financeira para exercer a sua função. Temos previsto ajuda social noutros eventos que estão a ser trabalhados para sermos mais assertivos na forma de aplicar os valores. Queremos realizar uma campanha de luta contra o sexismo porque temos várias mulheres árbitras que têm vindo a ser vítimas de algumas ofensas sexistas. Vamos continuar o trabalho realizado pelas anteriores direções, valorizar o trabalho do árbitro e o apoio incondicional na sua defesa, como por exemplo, em casos de agressões ou ameaças. Realizaremos várias sessões técnicas que serão abertas ao público e formações com árbitros da Liga (C1Pro). Por exemplo, há dois anos realizamos uma formação no café-concerto do TMG com o árbitro internacional Jorge Sousa e uma tertúlia no “People Café” às quais assistiram várias pessoas não ligadas a arbitragem.

P - Como está a arbitragem distrital? Está na mó de cima ou já teve melhores dias?

R - Claramente na mó de cima. Existe um grande investimento da Associação de Futebol da Guarda na formação de árbitros, temos centro de treinos três vezes por semana, com preparador físico, e formações técnicas duas a três vezes por mês. Desta forma temos árbitros muito mais preparados e capacitados para a função.

P - É fácil ser árbitro nos distritais da Guarda?

R - Não é fácil, existe ainda a mentalidade que o arbitro é sempre culpado. O árbitro tem que decidir em frações de segundo e há sempre erros, mas com a formação técnica estamos mais preparados para errar menos e preparados para ouvir a crítica.

P - Quais são os problemas/dificuldades que enfrentam?

R – Há falta de árbitros, a estrutura necessita de mais árbitros e o recrutamento tem sido constante, mas ainda insuficiente, mas estamos certos, e face ao grande desenvolvimento dos nossos árbitros na FPF, que haverá mais candidatos e cada vez mais novos. Para as mulheres (temos várias mulheres árbitras) existe o problema da mentalidade, mas com o tempo acreditamos que se altere.

P - No arranque do campeonato distrital da Iª Divisão, qual é a sua mensagem para os protagonistas do jogo e para os dirigentes?

R - Que respeitem os árbitros e que sejam moderados na forma de manifestar desacordo com as nossas decisões. Para os dirigentes, que sejam exemplo para os seus atletas e público, principalmente nas camadas jovens.

P - Porque há tão poucos árbitros da AF Guarda nas categorias principais da arbitragem nacional? O que falta para isso acontecer?

R - Poucos? Penso que este é o ano em que mais árbitros da Guarda se encontram nos quadros nacionais. No futebol temos sete árbitros (mais oito assistentes, que, sendo árbitros distritais, efetuam jogos do Nacional) e no futsal são nove. Temos dois árbitros assistentes no escalão máximo, ou seja, na Liga, e temos este ano um árbitro na Iª Divisão de Futsal refletindo o grande crescimento da arbitragem da Guarda. A Guarda é provavelmente a associação do interior do país mais representada nos quadros nacionais.

Perfil:

Presidente do Núcleo de Árbitros de Futebol da Guarda

Idade: 35 anos

Naturalidade: Guarda

Profissão: Escriturário

Currículo: Árbitro categoria nacional Futsal C2.

Livro preferido: “Códex 632”, de José Rodrigues dos Santos

Filme preferido: “Forrest Gump”, de Robert Zemeckis

Hobbies: Leitura, ténis


Votar:
Resultado:
40 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.